Basta ao dia o seu próprio mal

Quem acompanha este blog há algum tempo, ou caiu aqui de pára-quedas, talvez tenha estranhado o “subtítulo” que utilizo: basta ao dia o seu próprio mal. Para aqueles que jamais ouviram essa frase, gostaria de dizer que ela tem origem bíblica.

Na passagem de Mateus 6:25-34, Jesus fala sobre a “ansiosa solicitude pela vida” ou, em outras palavras, a preocupação que temos com as coisas que precisamos fazer. Considero esse trecho um dos mais belos da Bíblia e, como sou muito ansioso, as recomendações de Cristo são as respostas que preciso, apesar de nem sempre segui-las.

Após mostrar que os passarinhos não semeiam nem colhem, mas sempre têm alimento, e que as flores estão lindamente vestidas, apesar de não trabalharem e nem fazerem roupas para si mesmas, Jesus dá uma dica imprescindível no versículo 33: “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino (de Deus) e a sua justiça, e todas estas coisas (roupas, alimento, etc.) vos serão acrescentadas”.

A maioria dos pregadores e pastores param nessa parte, mas o versículo 34 é o que mais me chama a atenção. “Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal”. Ou, conforme a versão Nova Tradução da Linguagem de Hoje (NTLH), “para cada dia bastam as suas próprias dificuldades”.

Sim, passamos por situações ruins todos os dias. Seja um serviço atrasado no trabalho, uma discussão com a esposa, a conta para pagar, o time que perdeu no campeonato. Mal damos conta do que precisamos fazer hoje, e ficamos preocupados com o que teremos de resolver amanhã, na próxima semana, no mês seguinte.

Diante desse quadro, Jesus mostra que não adianta nos desesperarmos com o que temos de enfrentar. Se somos incapazes de solucionar os problemas que estão na nossa frente, por que não entregá-los a Deus? Cada dia, com a sua cota “do mal” para ser cumprida, também pode se tornar em um tempo de reflexão sobre o que estamos fazendo com nossa vida.

A seguir, sugiro uma oração que pode ser batizada de “prece do ansioso”:

Oh Senhor,
Eu estou preocupado com as muitas coisas que preciso fazer
E reconheço que sozinho não sou capaz de resolver tudo
Por isso, já que não posso fugir do mal de cada dia,
Peço que o Senhor esteja comigo nesses momentos difíceis
E me faça lembrar que, contigo ao meu lado,
Tudo estará suprido
Em nome de Jesus,
Amém!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: